Bate Folha Salvador-BA

 

Tata Ampumandezu

Manoel Bernardino da Paixão, nasceu em Salvador-BA no ano de 1881.
No ano de 1900, foi iniciado para seu Nkisi, na nação Kongo (muxikongo), pelo Nganga (sacerdote) Manoel Nkosi, africano iniciado em África Bantu, na região do Kongo.

 

Inzo Bate Folha no início, em 1916

 

 

 

Primeiros filhos iniciados no Bate Folha-BA, em 1929.São sete azenza, os que fazem uso do kelê

 

Bernadino recebeu então a dijina de Ampumandezu. Após a morte de Manoel Nkosi, Bernardino transferiu-se para inzo de sua amiga inseparável Maria Genoveva do Bonfim – Mam’etu Tuhenda Nzambi, mais conhecida como Maria Nenem, que foi nomeada pelo povo baiano, como a “mãe do Angola na Bahia”.

Maria Nenem era filha de santo de Roberto Barros Reis, escravo angolano, de propriedade da família Barros Reis, que lhe emprestou o nome pelo qual era conhecido.

 

Entrada da Inzo Bate Folha – Mansu Bandukenke

Foi Mam’etu Tuhenda Nzambi, quem tirou a Maku-ia-Nvumbi (mão do morto) de Tata Ampumandezu em 13 de julho de 1910 e deu sequência em suas obrigações. Com isso, estava estabelecida a raiz Kongo Ngola no Brasil, pois o Tata Ampumandezu, havia recebido fundamentos das duas nações, Kongo e Ngola, que pertencem ao grande conjunto das regiões da África Bantu.

Com o passar do tempo, Bernardino já muito famoso, fundou o Candomblé Bate-Folha-MANSU BANDUKENKE em 1916, situado na Mata Escura, Salvador-BA.

 

Parte interna da Inzo Bate Folha - Mansu Bandukenke

O terreno onde está estabelecido o Candomblé, possui uma área de 15 hectares, é cercado de árvores centenárias e considerado o maior terreiro do Brasil que, na época, foi presenteado à Bambulusema, sua segunda Divindade, já que o seu primeiro Nkisi era Lembá.

Desta forma fica claro que, pelas origens de Manoel Nkosi, o Bate-Folha é Congo e, mantém o Angola, por parte de Maria Nenem (Mam’etu Tuhenda Nzambi).

 

Parte interna da Inzo Bate Folha - Mansu Bandukenke

No dia 4 de dezembro de 1929, Bernardino tirou seu primeiro barco, cujo Rianga (1º Filho da casa) foi João Correia de Mello, que também era de Lembá.

Após sua iniciação, o Sr. João Correia de Mello, passou a ser conhecido como João Lesenge, pois Lesenge era sua dijina!

 

Parte interna da Inzo Bate Folha - Mansu Bandukenke

 

Em janeiro de 1938, Tata Lesenge migra para a cidade do Rio de Janeiro

 

COMEÇA A OUTRA PARTE DA HISTÓRIA DA NAÇÃO (MBUTU) KONGO NGOLA NO BRASIL...

 

 

Comentários

Data
De
Assunto

Minhas raizes

Boa tarde.
O meu pai de santo foi iniciado em Salvador e segundo ele minha avó é chamada laicó queria saber mais a respeito de minha família espiritual já que não tenho mais quem me informe.De que terreiro ela era . Se realmente sou de angola pq não tenho mais contato ou informações.

Data
De
Assunto

Informações

Boa tarde estou tentando descobrir a minha ligação de santo com o bate folha , pois pelo q me consta a nossa raiz esbarra na casa da senhora Durvalina Martins Moncorvo , vila canária salvador e gostaria de saber qual a ligação dessa casa com o bate folha já que a casa (Abaçá Nzazi Mucundê ) foi fundada em 1916

Data
De
Assunto

Gostaria de sabe se vai te candomblé Sábado

Cozandio

Data
De
Assunto

informação

Boa tarde.

Estou me iniciando no candomblé, aqui em Atibaia/SP.
Frequento o terreiro do Pai Amaro que tem como tataravó de santo Nanã de Aracajú.
Nanã de Aracajú tem como feitorio um pai de santo chamado Zequinha do Pará (OIÁ-DIDÊ).
Gostaria de presentear meu pai, Pai Amaro, com uma foto do pai Zequinha (ou Zeca) do Pará.
Poderiam ajudar a encontrar uma foto.

Grato
Kleber

Data
De
Assunto

Qual o sentido?!

Mukuiú!
Meus respeitos a todos!
Por´m, algo tem me deixado inquieto, fato que como pesquisador não demanda muito esforço, mas o fato é, como é impressionante, as pessoas se predispõem a criar uma página, muito bem elaborada e bastante esclarecedora, porém, quando buscamos informações e de alguma forma uma interativa, não temos o retorno!

Não falo só por mim, sei que a pergunta que fiz demanda um certo tempo para se levantar a informação, porém, outros já fizeram perguntas que apenas ecoam nesta página e não têm um retorno!

Minha intenção não é, de forma alguma, criar algum tipo de ressentimento, até peço desculpas se a minha observação o fizer, mas é uma pena, um espaço bastante promissor não dar o retorno ao qual se propõe. Salvo engano, quando colocamos as informações e abrimos espaços para mensagens, é esse o risco que se corre.

Data
De
Assunto

Raizes

Boa tarde, gostaria de Saber se Seu Roberto, Djina Ledegi foi iniciado no Bate Folha, mora em no Entorno de Brasília Df, um Senhor de certa idade de Nkosi.

Data
De
Assunto

Re:Raizes

... Sou pesquisador da Cultura Bantu e gostaria de traçar um perfil da origem dos Candomblés Kongo / Angola no Df e Entorno.

Data
De
Assunto

Re:Raizes

Também estou tentando descobrir minhas raízes. Sou filha do Tata Nuanji de Zazi, neta do Tata Orionã de Kassuté, Bisneta da Mameto Luankeji de Nsumbo e Tataraneta do Tata Ledeji de Nkosi.
Mas só consegui chegar até aqui, porque não consigo mais informações sobre o Tata Ledeji. A última que soube foi que ele morava na Cidade Ocidental e havia se mudado para o RJ.
Se encontrar mais informações e puder compartilhar meu email é danyelledecassia@gmail.com

Data
De
Assunto

Visita

Olá meus irmãos! Sou, neto de Moximanzambi e Tat'etu Mebandu, moro em Brasília, estou indo a Salvador e gostaria muito de conhecer o Bate Folha: pode ser qualquer dia, qualquer hora? Sakidila, nzambi npungu tome conta de todos nós!

Data
De
Assunto

informação.

Gostaria de saber sobre o pai de santo Manoel rufino,conhecido como rufino bom no pó.ele era do bate folha,era um dos fundador.

1 | 2 | 3 | 4 >>

Pesquisar no site

© 2010 Todos os direitos reservados.